Coreia do Norte “lavou” 147,5 milhões de dólares em criptomoedas roubadas, diz ONU

kok@s

GForum VIP
Entrou
Dez 9, 2019
Mensagens
6,695
Gostos Recebidos
369
A Coreia do Norte terá "lavado" 147,5 milhões de dólares em criptomoeda por meio da plataforma de moeda virtual Tornado Cash, em março, após roubá-los, no ano passado, de uma bolsa de criptomoedas, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).



Criptomoeda






Peritos disseram a um comité de sanções do Conselho de Segurança da ONU, num documento apresentado na sexta-feira, que estavam a investigar 97 supostos ataques cibernéticos norte-coreanos em empresas de criptomoeda entre 2017 e 2024, avaliados em cerca de 3,6 mil milhões de dólares. A notícia foi avançada pela Reuters.



Essas ações incluíram um ataque, levado a cabo no final do ano passado, onde 147,5 milhões de dólares foram roubados da bolsa de criptomoedas HTX antes de serem "lavados", em março deste ano. Os peritos da ONU citaram informações da empresa de análise de criptografia PeckShield e da empresa de investigação de blockchain Elliptic.



Criptomoeda




Só em 2024, os peritos disseram estar atentos a "11 roubos de criptomoedas [...] avaliados em 54,7 milhões de dólares", acrescentando que muitos deles "podem ter sido conduzidos por funcionários de Tecnologias de Informação (TI) da República Popular Democrática da Coreia (RPDC) contratados inadvertidamente por pequenas empresas relacionadas à criptografia".




Segundo os mesmos peritos, de acordo com os Estados-membros da ONU e empresas privadas, os funcionários de TI norte-coreanos que operam no exterior geram "renda substancial para o país".



Formalmente apelidada RPDC, a Coreia do Norte está sob sanções da ONU desde 2006, com medidas a serem reforçadas ao longo dos anos numa tentativa de cortar o financiamento dos seus programas de mísseis balísticos e nucleares.



Conforme partilhado pela Reuters, a representante da Coreia do Norte na ONU em Nova Iorque não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.


https://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2023/01/coreia-do-norte-cripto.jpg




Coreia do Norte tem historial no roubo de criptomoeda



Também relacionado com a área das criptomoedas, a empresa de análise de blockchain Chainalysis relatou, recentemente, um aumento inesperado de ataques cibernéticos orquestrados por hackers ligados à Coreia do Norte contra plataformas de criptomoeda, em 2023.




No ano passado, foi relatado que os hackers se infiltraram em 20 plataformas de criptomoeda, marcando o maior número dentro desse período com base em dados de 2016 a 2023. Embora o número tenha diminuído em relação ao recorde de 1,7 mil milhões de dólares roubados em 2022, os hackers ligados à Coreia do Norte ainda conseguiram roubar um pouco mais de mil milhões de dólares em ativos de criptomoeda em 2023.



pp
 
Topo