As Armas Mais Poderosas do Mundo

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
Brinquedo do Pentágono

O primeiro X-51A fez história durante seu primeiro voo de teste hipersónico no dia 26 de Maio de 2010, quando foi lançado preso sob a asa de um B-52 que partiu da Base Aérea de Edwards, California. Após ser libertado, ele acelerou até atingir a marca de Mach 5 utilizando o motor scramjet. O voo foi cerca de 10 vezes mais demorado que qualquer voo hipersónico com motor scramjet e entre 80% e 90% dos objectivos do voo de teste foram alcançados.
image-0FD7_4EC29AFE.jpg

O X-51 é um míssil hipersónico lançado por um submarino emergido.
Ele pode atingir qualquer ponto do mundo em menos de 1 hora e
destruir completamente uma área de 200 metros quadrados.
 

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
A Bomba do Juízo Final

A mais poderosa bomba não nuclear é russa. Foi testada em 2007 e utiliza substâncias desenvolvidas a partir da nanotecnologia. Sua força explosiva equivale a 44 toneladas de TNT. Trata-se de uma bomba de vácuo. As bombas de vácuo, ao contrário das armas nucleares, não representam perigo para o meio ambiente, pois não provocam contaminação por radiação. As bombas a vácuo pulverizam sobre a zona do impacto um combustível que se mistura com o oxigénio da atmosfera, que ao ser detonado, destrói tudo o que for vivo. As bombas a vácuo são especialmente eficazes em espaços fechados como bunkers, edifícios e cavernas, onde conseguem criar uma grande pressão e altíssimas temperatura. A antiga U.R.S.S. como a Rússia, usaram bombas a vácuo para destruir refúgios subterrâneos inimigos em cavernas de montanha: a primeira durante a invasão ao Afeganistão e a segunda na guerra da Chechénia.
image-25A1_4EC29C24.jpg
 

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
Bomba MOAB

A bomba MOAB (Massive Ordnance Air Blast) tem este nome por ser considerada a "mãe de todas as bombas". É a arma não nuclear mais potente já criada. Ela leva no seu interior mais de 8000 kg de explosivos do tipo H6, que é a mistura de Cyclotrimethyleno trinitramino, TNT, e alumínio. Isso faz do H6 um explosivo cerca de 1.35 vezes mais potente que o TNT puro. A explosão atinge 137 metros de raio, mas seu real poder destrutivo não está na explosão, que é um milésimo do poder explosivo de uma bomba atómica, mas sim na onda de choque gerada, que é estimada em uma onda de choque com poder suficiente para arrasar completamente a vida num raio de nove quarteirões de uma cidade grande. Ela tem um computador de bordo e um GPS para guiá-la exactamente no ponto programado para a detonação. Em vez de ser lançada de um bombardeiro através das portas do compartimento de bombas, a MOAB é montada sobre um estrado de carga e empurrada para fora pela porta traseira de um avião cargueiro como o Hércules C-130. Um pára-quedas separa o estrado, de modo que a bomba possa cair livremente. A bomba então acelera rapidamente até à sua velocidade terminal. Construída pela Dynetics, o seu primeiro teste realizou-se em 11 de Março de 2003, pela USAF. A bomba é tão potente que no dia em que foi testada no deserto, vários moradores de uma cidade próxima ligaram para emergência relatando um terramoto.
image-093C_4EC29CD3.jpg
 
Última edição:

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
Ivan, a Tzar Bomb

A mais poderosa bomba construída e testada pelo homem. Tinha o poder de 57 megatoneladas, o que equivale a 57 milhões de cargas de dinamite. O alvo foi uma ilha na Nova Zembla em 1961, durante a Guerra Fria. A bomba foi testada em 30 de Outubro de 1961, em Nova Zembla, uma ilha no oceano Árctico. Devido ao seu enorme tamanho a bomba não era prática para propósitos de guerra, e foi criada primariamente para ser usada como propaganda na Guerra Fria. Não há evidências de que nenhuma outra bomba de poder similar tenha sido feita.
image-96DF_4EC29D6E.jpg

image-7A1E_4EC29DA1.jpg

Réplica da Tsar Bomba no Museu de Bombas Atómicas
de Sarov.
 
Última edição:

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
Armas de Energia Directa

Disparado de uma arma especial, um raio de energia é 3000 vezes mais rápido que uma bala. As armas de energia já são usadas como solução não letal por seguranças privados. Novas armas não letais que carregam cargas altíssimas de energia poderão suplantar o uso de balas e armas à base de pólvora. Estudos recentes usando soluções mistas feitos usando balas de borracha especiais que carregam materiais que libertam cargas atordoantes mostraram-se eficientes maneiras de eliminar inimigos do combate sem matá-los. O que garante uma vantagem técnica, que é a possibilidade de interrogar os criminosos. As armas de energia directa não se limitam a disparos eléctricos. Existem outras alternativas sendo desenvolvidas, que envolvem o uso de microondas, electrolaser, PEp ou Projéctil de pulso energético, MIRACL ou Raio laser semi-infravermelho, o THEL, o Laser de gás carbónico e o laser ultravioleta.
image-5659_4EC29EA5.jpg

Esboço alusivo ao Projecto Thor, sistema norte-americano
de armas de energia cinética para bombardeamento orbital.
image-BBA3_4EC29EEA.jpg

Laser disparado do espaço: uma realidade no futuro!
image-23E0_4EC29FC8.jpg

Jipe Hummer equipado com laser,
utilizado no Iraque.
image-C59D_4EC29F54.jpg

O capitão Drew F. Goettler , do laboratório de
pesquisa da Força Aérea americana, sobre armas
de energia direccionada, testando a PHaSR
(Personnel Halting and Stimulation Response) ao
que parece, o laser cega temporariamente o agressor.
Este protótipo foi construído na base militar de Kirtland,
(Novo México) e testada no Non-lethal weapons
directorate em Quantico (E.U.A.).

O Advanced Tactical Laser (ATL) pode disparar a uma distância suficiente para que a aeronave Hércules, não seja sequer avistada, principalmente durante a noite. O laser foi testado com sucesso e possui um nível de precisão sem precedentes, tendo a capacidade para atingir os pneus de um carro para detê-lo, por exemplo. O ATL de 5,5 toneladas combina moléculas de cloro e peróxido de hidrogénio para libertar energia, que é usada alternadamente para estimular o iodo a libertar a intensa luz infravermelha.
image-AE0B_4EC2A03E.jpg

Hércules C-130 testando ATL, um
raio laser silencioso e invisível que
é a nova arma dos E.U.A. atingindo
os seus alvos com um forte calor a
uma distância de até 20 km.

MTHEL – Mobile Tactical High Energy Laser

Esta arma israelita/americana é constituída por um laser super estruturado e químico de fluoreto de deutério que é direccionado através de um sistema de espelhos para o alvo. O MTHEL gera altíssima temperatura e pode ser usado como raio contínuo ou em pulsos, o que aumenta seu poder destrutivo. Inicialmente projectado para conter mísseis e bombas de longo alcance, ele mostrou-se uma alternativa versátil que poderia ser usada para outros propósitos além de destruir artilharia aérea. Este equipamento também está sendo estudado por agências Americanas. Ele pode ser acoplado facilmente em veículos e graças ao avanço da tecnologia, novos sistemas de inteligência artificial farão com que esta arma consiga rastrear e interpretar alvos inimigos nos céus, disparando apenas contra elas. Uma vez que é luz e nada além disso, o disparo é instantâneo e pode atingir milhares de graus em segundos, derretendo qualquer míssil ou foguete inimigo.
image-7267_4EC2A0E6.jpg


Active Denial Sistem – A Arma do Raio Invisível

A arma do raio invisível é montada sobre um veículo e a primeira vista parece apenas uma antena parabólica comum. Sua grande vantagem é emitir um pulso de atordoamento em grande distância. Existem varias maneiras de lidar com situações onde tecnologias não letais são necessárias, muitas delas envolvendo a proximidade. Como a proximidade aumenta o nível de risco, este tipo de arma mostra-se promissora para evitar confusões na rua, como greves e protestos violentos. Ao ser atingido pelo raio invisível a pessoa sente um enorme desconforto. O desconforto é tão horrível que é impossível ficar parado no lugar. As pessoas correm desesperadas para longe do local onde foram atingidas pelo raio. A vantagem deste método é que elas não fazem ideia do que as atingiu. Não existe luz, nem som, nem ferimentos. Só um estranho desespero.


DREAD – A arma silenciosa

Esta poderosa arma letal possui um sistema inovador que permite disparar tiros sem que o inimigo perceba. O equipamento pode ser instalado até em satélites. Esta arma dispara nada menos que 12 mil tiros num minuto. Enquanto um fuzil comum dispara uma bala de cada vez, fazendo com que entre cada projéctil haja um espaço vazio de 30 m, cada bala disparada pelo DREAD fica a apenas 1/3 de polegada da próxima. Isso significa uma consistência balística gigantesca capaz de penetrar aço e concreto com extrema facilidade. A arma ainda dispara contra dois alvos ou mais simultaneamente. Não existe fogo, fumo, barulho ou luz que chame a atenção do inimigo. A arma é absolutamente silenciosa.


Sensor Fused Weapons – Chuva de bombas

Este tipo de bomba, altamente complexo funciona com uma espécie de bomba-avó. É uma bomba enorme, que depois de disparada, abre-se como se fosse uma banana, expondo dezenas de bombas-mãe, que estão presas a pára-quedas. Cada uma das bombas-mãe possui um avançado sensor que detecta os veículos militares inimigos. Ao fazer isso elas entram numa espécie de giro alucinado, libertando centenas de bombas filhas de efectivo poder de destruição, que literalmente chovem sobre os alvos.
 
Última edição:

mjtc

GF Platina
Entrou
Fev 10, 2010
Mensagens
9,472
Gostos Recebidos
9
Drones - Veiculos Não Tripulados!

Um Veículo Aéreo Não Tripulado, também chamado UAV, do inglês Unmanned Aerial Vehicle, e às vezes abreviado VANT, é o termo usado para descrever todo e qualquer tipo de aeronave que não necessita de pilotos embarcados para ser guiada. Este tipo de aviões são controlados à distância, por meios electrónicos e computacionais, sob a supervisão do governo, ou sem a sua intervenção, por meio de Controladores Lógicos Programáveis (PLC).

Inicialmente, os VANT foram idealizados para fins militares. Inspirados nas bombas voadoras alemãs, do tipo V-1, e nos inofensivos aeromodelos rádio-controlados, estas máquinas voadoras de última geração foram concebidas, projectadas e construídas para serem usadas em missões muito perigosas para o ser humano:
- Nas áreas de inteligência militar;
- Apoio e controle de tiro de artilharia;
- Apoio aéreo às tropas de infantaria e cavalaria no campo de batalha;
- Controle de mísseis de cruzeiro;
- Actividades de patrulhamento urbano, costeiro, ambiental e de fronteiras;
- Actividades de busca e resgate, entre outras.
Actualmente, o desenvolvimento de pesquisas e fabricação de VANT são realizadas e estimuladas, principalmente, por militares norte-americanos, pelas Forças de Defesa de Israel e pelas principais forças armadas do mundo.

A crise económica empurra a Administração Obama no sentido de privilegiar a acção militar secreta, em detrimento de guerras convencionais. Desde que assumiu o cargo, o Presidente Obama aumentou drasticamente a campanha de bombardeamentos por parte da CIA no Paquistão, usando drones armados. A administração considera-os como a arma preferida para caçar e matar militantes, terroristas dos países onde não existe uma forte presença militar dos E.U.A. Estas novas armas são os Predator/Reaper, já em acção no Afeganistão, Paquistão e Líbia. Armados com 14 mísseis Hellfire e telecomandados a partir de uma base no Estado do Nevada (E.U.A.), a mais de 10.000 km de distância.

O Predator B ("General Atomics MQ-9 Reaper") é o maior e mais poderoso desenvolvimento da General Atomics Aeronaltical Systems Inc. O projecto começou pela iniciativa privada em 1998 mas logo recebeu apoio da NASA. O seu primeiro voo realizou-se em Fevereiro de 2001. O Predator B é uma aeronave não tripulada equipada com sofisticados sistemas de radar e sensores podendo transportar mísseis teleguiados. O seu uso está ligado à observação das instalações inimigas e posteriores ataques. Apesar de ser utilizado como avião espião e em ataques surpresa, não possui sistema de defesa podendo ser alvo fácil de outras aeronaves e baterias antiaéreas. O Predator B está equipado com um sistema de propulsão Honeywell TPE-331-10T turbo propulsor de 670 KW. Com um comprimento de 10,97 metros, envergadura de 20,2 metros e altura de 3,56 metros, tem de autonomia de voo: 24 horas. O seu peso máximo é de 4540 kg e vazio: 1380 kg. Atinge de velocidade máxima: 405 km/h, a uma altitude: 15.200 metros.
image-BD37_4EC33C2F.jpg
 

orban89

Moderador
Team GForum
Entrou
Set 18, 2023
Mensagens
2,568
Gostos Recebidos
53

A invenção da metralhadora pelo Dr. Richard Gatling​



 
Topo